Para quem me acompanha nos meus cursos, sabe que sempre digo que o quanto foi importante para mim ter feito um MBA em Branding. Além dos amigos e contatos que fiz, o diploma me abriu portas para dar aulas na Academia e tive a oportunidade de lecionar em diferentes pós graduações de Branding desde então. Quando me decidi pela pós, só havia uma, hoje os cursos de MBA "pipocam" por todo o Brasil. Alguns bons, outros nem tanto... E é aí que começa o primeiro problema:

Qual MBA em branding eu devo fazer?

Qual é o melhor curso ou instituição?

Será que este MBA é bom, ou estou entrando em uma furada?

Preparei então as dicas abaixo como um guia para te ajudar nesta escolha. Mas não importa o curso que você faça, mesmo que seja muito bom, se você se limitar a ele, estará limitando a si próprio.

COMO ESCOLHER:

Primeiro de tudo, suspeite de cursos de pós graduação que já no site, não trazem informações suficiente sobre o curso. São justamente essas informações que você precisará avaliar. Segundo, elimine seus pré-conceitos com uma eventual falta de tradição da instituição. Não é a tradição da faculdade que faz seu curso ser bom, e sim o conjunto de 3 fatores determinantes: PROFESSORES, DISCIPLINAS E COORDENADORES.

1 - PESQUISE QUEM É O COORDENADOR DO CURSO

Um coordenador que trabalha com branding, ou que tenha tido experiência prática ou mesmo acadêmica com o assunto é um primeiro indício de um bom curso.

Isso é importante justamente porque MBAs (e outras modalidades de Pós graduação ) em Branding estão pipocando Brasil a fora, muitas com coordenadores que sequer sabem definir Branding adequadamente, ou que confundem Branding com Marketing, Design ou Comunicação.

Não é culpa deles, pois geralmente são demandados pelas instituições onde trabalham a criar um curso com o tema, afinal: é um tema que vende! Então são forçados a fazer um "combinado" de professores de Marketing, Comunicação, Design e Publicidade (geralmente acadêmicos da casa), e lançam sem base nenhuma um curso de Branding. Isso infelizmente é a realidade da maioria dos MBAs em branding hoje. Se o curso que você estava pleiteando fazer é assim: fuja! Você provavelmente estará melhor estudando sozinho.

2- VEJA QUEM SÃO OS PROFESSORES

Outro indício sólido de um bom curso, senão o mais importante, são professores que efetivamente trabalham ou trabalharam com Branding.

Não todos é claro. Um MBA pode precisar de um professor Advogado para dar a matéria de direito autoral ou de um profissional de Marketing ou Psicologia para lecionar Comportamento do consumidor. Mas as disciplinas fundamentais, que listo no próximo tópico, requerem na maioria profissionais com experiência prática com o tema, em especial as de Posicionamento e Arquitetura de Marca. Em algumas disciplinas mais teóricas (como Gestão de Marcas ou Valuation) professores com experiência acadêmica ou pesquisadores na área são muito bem vindos também.

Suspeite quando o currículo do professor diz que ele tem:
"10 anos de experiência com ________ e Branding"...
Isso geralmente significa que ele tem mesmo é experiência com "_____" (qualquer outra coisa que tenha sido colocada junto - marketing, comunicação, etc) e não com branding mesmo.


3 - ESTUDE A GRADE DO CURSO

Na minha opinião, existem bons cursos e cursos ruins. Mas nenhum é ótimo, e nenhum é totalmente péssimo.

O problema é que muitos MBAs em Branding são na verdade ou MBAs em Design estratégico, ou com mais frequência, MBAs em Marketing mascarados com o rótulo Branding, onde fica claro desde o início que o aluno não vai ter realmente mais de uma disciplina ou duas de Gestão ou Estratégia de Marca.

Nenhum MBA hoje tem todas as disciplinas que eu considero fundamentais (deixo claro que é apenas minha opinião pessoal). Mas encontrar na sua pós um bom número das disciplinas da lista abaixo pode ser um indício de estar em um curso sério:

DISCIPLINAS FUNDAMENTAIS:

    • Gestão de Marcas / Gestão estratégica de marcas
    • Estratégia de Marcas
    • Posicionamento
    • Plataforma de Marca
    • Arquitetura de marca / Gestão do portfólio de marcas
    • Avaliação de marcas / Valuation / Brand Equity

DISCIPLINAS COMPLEMENTARES

    • Identidade de Marca
    • Experiência de Marca
    • Gestão de Stakeholders
    • Gestão dos pontos de contato
    • Pesquisa de mercado
    • Direito autoral e propriedade intelectual
    • Registro e proteção jurídica da marca
    • Comportamento do consumidor

Claro que existem outras disciplinas que podem ser interessante ao curso, e em alguns casos o nome pode aparecer de forma diferente do que foi listado acima, mas elas servem como um guia para identificar o real foco do curso no Branding (ou a falta dele).


Por fim, suspeite de cursos que tenham muitas disciplinas relacionadas a Marketing ou Design em detrimento das listadas acima. Saber sobre Marketing e Design pode ser um ativo para o profissional de branding, mas nunca às custas das disciplinas centrais do tema.

É isso... Mas lembre sempre que nada nunca é garantido, professores mudam, coordenadores deixam o curso e disciplinas podem ser alteradas. Mesmo um bom profissional de mercado pode ser um péssimo professor. Riscos sempre fazem parte do processo de escolha de uma pós!

Abraços! Guilherme Sebastiany.